Friday, March 24, 2017

Lá Para Mim na Vida

21 de Dezembro de 2014


Eclipse Total do Sol, 20 de Março de 2015

Hoje é o dia mais curto do ano e, oficialmente, o primeiro dia do Inverno. A ciência diz que cada ano que passa é mais comprido em 25 milionésimos de segundo. Se isso for verdade, esta noite será a mais longa da história da terra. Os dias serão cada vez maiores até ao equinócio de Verão, quando o dia e a noite têm a mesma duração... mas, em 2015, o hemisfério Norte terá uma eclipse total solar... o que não voltará a acontecer num equinócio de Verão durante a minha vida.

Ultimamente, ando obcecado pelo tempo. Quando o cancro/câncer te ataca, pode haver várias consequências. No meu caso, penso na minha vida e nas pessoas que perdi desde que comecei a fazer música. Acho que isso faz sentido, porque a música e essas pessoas são tão importantes para mim.

Também faz sentido que tenha andado a pensar no Bernard Edwards, o meu parceiro nos CHIC. Encontrei-o morto no seu quarto de hotel, em Tóquio, Japão, no dia 18 de Abril de 1996. A última vez que ouvi a voz do Bernard em vida foi depois do concerto que tínhamos dado juntos. Liguei para o quarto dele, e o nosso curto telefonema acabou comigo a perguntar: "Tens a certeza que não precisas de nada?" Ele respondeu: "Está tudo bem, só preciso de descansar."

1996 pode parecer que foi há muito tempo, mas, a mim, parece que foi ontem... assim como há uma eternidade.

O Tony Thompson, o Raymond Jones e o Luther Vandross também me vêm frequentemente ao pensamento. Enquanto trabalhava no novo álbum dos CHIC, pensei numa forma de os homenagear a todos. Quando estávamos a fazer discos, costumávamos trabalhar primeiro no groove final, depois voltávamos ao início. Esta técnica garantia-nos que o início da canção seria tão excitante quanto o final.

Uma das fitas de demo analógicas dos CHIC que estavam perdidas chama-se "Love Somebody Today" (Ama Alguém Hoje). Na realidade, trata-se da gravação de um ensaio. É uma das poucas faixas da CHIC Organization que contém um extracto de uma versão ligeiramente diferente daquilo que veio a ser uma canção para as Sister Sledge. Todos os membros do núcleo da banda original tocam nessa faixa.

Estas fitas perdidas e recentemente encontradas dão-me a oportunidade de tocar novamente com os meus colegas de banda que faleceram. Concluí a faixa e escrevi uma canção nova. Será o single inicial do próximo álbum dos CHIC.

Nunca revelo o DHM de uma canção (deep-hidden meaning [significado profundamente oculto]) antes do seu lançamento, porque quero que as pessoas interpretem o trabalho elas próprias - é suposto a arte ter segredos. Mas, neste caso, vou revelá-lo de antemão, para que compreendam o que estou a fazer como parte do espírito global deste projecto.

O disco será lançado em 20 de Março de 2015... no equinócio de Verão. Muita coisa estará a acontecer nos céus nesse dia, além do eclipse solar total.

O nome da canção é "I'll Be There" (Estarei Aí). A razão é esta: depois de encontrar o corpo do Bernard, disse-lhe: "Agora posso estar aqui para ti na morte, como tu Estiveste Lá Para Mim na Vida."

 


A manhã do dia mais curto do ano, 21 de Dezembro de 2014, vista da janela da cama da minha sala


'Nard & Nile - CHIC Organization LTD


A capa da Melody Maker, Julho de 1981


CHIC Live at the Le Bar Bat é uma gravação da primeiro noite em que os CHIC tocaram juntos como banda depois de se terem separado


A maior parte da CHIC Organization original estará presente no próximo disco


Bernard Edwards e eu assinando os CHIC com a Atlantic Records em 1977


Luther Vandross actuando ao vivo com os CHIC em tempos idos


PROMO INICIAL dos CHIC no Reino Unido - Será agradável celebrar um momento celestial histórico no tempo com a minha banda original


Kim, Fonzi, Luci, Alfa e Folami, dirigindo-me a cantar a canção Disco "I'll Be There" dos CHIC

 


 

Blog Search